Notícias

Reclame Aqui vira local de queixas sobre proteção de dados

27/04/21

imagem da noticia

574 reclamações contendo o termo "LGPD" foram feitas em março deste ano

Há praticamente duas décadas, foi lançado o Reclame Aqui, site muito utilizado pelos brasileiros para deixar queixas sobre as mais diversas empresas. A plataforma é gratuita e centraliza reclamações sobre serviços mal prestados, prazos não cumpridos, atendimento ruim aos clientes, mercadorias não entregues, reembolsos não feitos, entre muitos outros problemas.

 

Com a vigência da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) desde 2020 no Brasil, os consumidores estão cada vez mais cientes de seus direitos sobre as próprias informações. Essa percepção de que muitas empresas não estão respeitando esse direito está causando diversas queixas no Reclame Aqui.

 

Há alguns dias, o portal TecMundo elencou algumas reclamações sobre proteção de dados e privacidade que renderam destaque na plataforma. De acordo com o portal, 574 reclamações contendo o termo "LGPD" foram feitas em março deste ano.

 

O TecMundo ainda observou que 23% das reclamações não contaram com nenhuma resposta por parte das empresas e os temas mais presentes foram ligações indesejadas (46%), coleta excessiva ou irregular de dados (16%) e cobrança indevida e exclusão de dados (13%). Os setores que mais receberam reclamações foram telecomunicações (20%), varejo (16%) e bancário (10%).

 

Confira algumas delas:

 

1 - O consumidor que reclamou do recebimento de cobranças de débitos de terceiros (que revelavam dados pessoais). Ele alegou que a empresa estaria promovendo um vazamento de dados desses terceiros. Ao fim, a pessoa encontrou uma solução inusitada para a reclamação: anunciou que, se continuasse a receber os e-mails, iria postar prints marcando a empresa responsável. Ou seja, propõe como solução para o problema outro vazamento.

 

2 - O consumidor solicitou o cancelamento de conta e exclusão de dados, os quais demoraram a ser efetivados. Em resposta à solicitação, o atendente resolveu frisar, já em março de 2021, que a empresa ainda está "buscando soluções para se adaptar à LGPD", ou seja, a empresa ainda não iniciou o projeto de conformidade com a lei.

 

3 - A empresa de varejo que entregou uma televisão no endereço do vizinho, deixando à mostra a nota fiscal, que continha seus dados pessoais e o valor da compra. O consumidor expõe à empresa que sua maior preocupação era o fato de que ele já teria sido assaltado por um vizinho e teme o fato de que agora a vizinhança saiba que ele possui uma televisão nova.

 

Em resumo, às vezes são situações inusitadas que levam ao vazamento de dados e a insatisfação em relação a essa exposição. Porém, fato é que a LGPD já está em vigor e as informações de clientes, parceiros e equipe precisam ser protegidas.


Tenho uma reclamação, o que posso fazer?

 

Se você tem uma queixa relacionada à privacidade, existem diversas formas de resolver. A melhor delas é entrar em contato diretamente com a empresa. Agora, com a LGPD, as organizações precisam ter um Encarregado de Dados/DPO que será o responsável por atender os titulares e também responder à ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados).

 

Caso não haja uma solução, ou seja, a empresa não remover os dados que forem solicitados, ou parar de enviar comunicações indevidas, é possível fazer uma reclamação à ANPD. No site do órgão você pode clicar em Denúncias e reportar a situação.

 

Sou uma marca, como posso evitar as reclamações?


Facilite a comunicação com os seus clientes, parceiros e funcionários. Primeiro, informe sobre os direitos que eles têm, seja de pedir a remoção de dados, descadastrar do e-mail marketing, atualizar dados de contato, etc.

 

Uma ótima solução para acolher essas reclamações, antes que elas se tornem públicas, é criar um formulário de atendimentos aos titulares. Assim, essas queixas vão direto para a caixa de entrada do responsável e podem ser resolvidas pela pessoa mais capacitada dentro da empresa.


(Texto original publicado em www.privacytech.com.br)

Notícias

12/05/21
Defesa fiscal: juiz anula autuação porque a empresa tinha créditos contra a Receita
28/04/21
Justiça condena Serasa por divulgar telefone de devedor sem autorização prévia
27/04/21
79% dos escritórios de contabilidade estão atrasados em relação à LGPD
16/03/21
Morte de bebê não autoriza suspensão de licença-maternidade para servidora pública
02/03/21
STJ: bem de família oferecido como caução em contrato de aluguel é impenhorável
02/03/21
Desconsideração da personalidade jurídica não atinge herdeiro de sócio minoritário que não participou de fraude

Veja mais